Campinas, 23 de Setembro de 2021
MATERNIDADE DE CAMPINAS E COVID19
24/06/2021
Aumentar fonte Diminuir fonte
Maternidade solicita aos mdicos que orientem gestantes a tomar vacina contra a Covid-19

As dvidas pela falta de informao tm ocasionado a baixa procura pela vacina por grvidas e purperas (perodo de 45 dias ps-parto) em todo o pas. O presidente do Hospital Maternidade de Campinas, Marcos Miele, explica que a instituio tem solicitado sua equipe de ginecologistas e obstetras para que contribuam com as orientaes necessrias s pacientes e que as orientem a se vacinar. Embora nenhuma vacina seja 100% eficaz contra a doena, elas representam uma importante proteo para esse grupo de mulheres.

Preocupado com as dvidas apresentadas por gestantes e purperas com relao vacina contra a Covid-19, o presidente do Hospital Maternidade de Campinas, Dr. Marcos Miele, tem solicitado equipe de ginecologistas e obstetras que ajudem a orientar as pacientes sobre a importncia dessa vacinao.

Desde o incio da pandemia da Covid-19, em maro de 2020, o Hospital Maternidade de Campinas registrou trs bitos (duas purperas e uma gestante), concentrados entre maro e abril deste ano, perodo em que esteve com a sua capacidade mxima ocupada de leitos de UTI – Unidade de Terapia Intensiva – exclusivos para pacientes com Covid-19. O aumento significativo de internaes e bitos de gestantes e purperas no pas, neste incio de 2021, fez com que o Ministrio da Sade as inclusse nos grupos de riscos para que tivessem prioridade no calendrio da vacinao.

“As gestantes dividem o sistema imunolgico com a criana, tornando-as mais vulnerveis no apenas para a Covid-19, mas para qualquer outro tipo de doena. Embora pela prpria caracterstica da gravidez a gestante tenda, naturalmente, a se proteger mais pela preocupao com o feto, com acesso vacinao elas estaro melhor protegidas contra essa doena”, explica o mdico.

De acordo com o Dr. Marcos Miele, o evento com a vacina AstraZeneca (risco de trombose) aliado ao atraso da incluso das gestantes e purperas nos grupos de risco, atrapalharam o acesso informao por essa populao sobre a necessidade de se vacinar. “As dvidas fazem com que elas ainda resistam em tomar a vacina. Por isso ns, mdicos ginecologistas e obstetras, precisamos contribuir, oferendo todos os esclarecimentos necessrios”, orienta.

“Estamos aqui, na linha de frente, vivenciando os casos graves da doena, e no temos dvida nenhuma de que a vacina um grande avano para proteger essa populao de grvidas e purperas. Se compararmos o risco x benefcio para esse pblico, muito menos arriscado tomar a vacina que pode no ser 100% eficaz, como nenhuma o , mas acaba oferecendo a proteo, mesmo que parcial, contra a invaso do coronavrus”, esclarece.

Segundo ele, a maioria das gestantes que chegam Maternidade de Campinas no est vacinada. Elas comeam agora a querer se informar sobre a vacina. “O pessoal do nosso Pronto Atendimento tem esclarecido sobre a possibilidade e necessidade da imunizao. Mas, precisamos estender essas informaes aos pr-natalistas e s Unidades Bsicas de Sade para fomentar a vacinao nas gestantes”, diz.

O Dr.Miele lembra, ainda, que a vacina fundamental para conseguimos combater esse vrus que mudou a nossa sociedade. E explica que, no puerprio, aumenta em quatro vezes o risco de qualquer paciente desenvolver o problema de trombose em relao populao normal, considerando as prprias transformaes no corpo na mulher nessa condio. “A doena do coronavrus, em especial a sistmica, que a forma mais grave, essa sim pode evoluir para a trombose. Tanto que, para as pacientes internadas com Covid-19, um dos medicamentos ministrados um anticoagulante para, justamente, prevenir a trombose. Esse tratamento mantido quando ela se torna purpera, porque ela tem o duplo fator – o prprio puerprio e mais a Covid-19 -, no caso das infectadas", explica.

O Hospital Maternidade de Campinas referncia, no municpio, para tratar das gestantes com Covid-19. Hoje a presso sobre os leitos de UTI para Covid-19, de acordo com o presidente da instituio, felizmente est baixa, em comparao com os demais hospitais. “Chegamos a ter um grande nmero de internaes de gestantes e purperas suspeitas ou infectadas pelo coronavrus entre maro e abril. Hoje, temos 5 pacientes internadas na enfermaria e uma gestante na UTI com Covid-19 e/ou suspeita e um beb na UTI Neonatal de me suspeita de ter contrado a doena. Nossa equipe muito treinada e habilitada para cuidar desses casos. E essa capacitao tcnica fundamental neste momento”, diz.

Sobre o Hospital Maternidade de Campinas

O Hospital Maternidade de Campinas uma instituio filantrpica fundada em 12 de outubro de 1913 diante da necessidade de atendimento s mes em situao de vulnerabilidade social ou que dependam da assistncia pblica do setor da Sade. Foi o primeiro hospital de Campinas com condies de oferecer s mulheres o apoio e o cuidado necessrios no momento do parto. So 107 anos de portas abertas, 24 horas ininterruptas por dia.

Hoje, o Hospital Maternidade de Campinas referncia regional e tem representatividade nacional no atendimento sade da mulher. Promove mais de 23 mil internaes mensais e mais de 800 partos por ms, que representam praticamente a metade de todos os nascimentos ocorridos na RMC – Regio Metropolitana de Campinas. Mais de 60% dos atendimentos so dedicados ao SUS – Sistema nico de Sade.

  Última edição  
  Edição 148 - 04/09/2021 - Clique para ler  
2021 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda